Leão na sala de estar


Passados quase quarenta anos, a história de dois rapazes que criaram um filhote de leão em casa ainda emociona o mundo... Foi matéria da Revista Seleções do mês de agosto.

Nos anos 60, os australianos John Rendall e Anthony Bourke compraram Christian (nome dado ao filhote), numa loja londrina de animais exóticos. O leão foi domesticado, mas ficou grande demais para viver no centro de Londres e os amigos resolveram levá-lo para a África. A primeira noite de Christian na selva foi passada com um travesseiro aconchegante e a pata no rosto de Rendall.

Um ano depois, Rendall e Bourke viajaram para o Quênia, lugar onde Christian teve boa reintegração à vida selvagem, e filmaram o reencontro com o leão. É espetacular! A cena poderia passar por um filme hollywoodiano, mas não é ficção.

Hoje, Rendall, 62 anos, e Bourke, 64, continuam tentando entender o impacto emocional daquele momento: “Será a representação de um vínculo tão íntimo entre animais e seres humanos? Será a questão do crescimento e da separação? A da perda, da solidão e da alegria do reencontro? Será o amor incondicional demonstrado por Christian?” Essas perguntas fazem parte da introdução do livro Um leão chamado Christian, lançado em 2009.
Repito aqui o mesmo comentário dos que assistem o filme no YouTube e que a Revista transcreveu na matéria: “Obrigada por mostrar ao mundo que os animais selvagens merecem ser tratados com amor e respeito. Vocês são uma inspiração.”

Fundo musical: With a Spirit, 009 Sound Track

Abaixo, você poderá assistir a um vídeo com cenas do leão Christian sob os cuidados dos amigos Rendal e Ace e o reencontro dos três, algum tempo depois.

4 comentários:

  1. Genial, Yolanda!

    O impressionante é o elo guardado pelo animal com seus antigos benfeitores.

    É claro que não vamos sair por aí criando leões em praça pública. Cada coisa no seu lugar, até mesmo para a preservação das características do próprio animal, que é selvagem por natureza. Mas esse vídeo deveria ser apresentado no Congresso Nacional, Assembléias Legislativas e Câmaras de Vereadores de todo o país, para mostrar aos imbecis, idiotas e incompetentes políticos brasileiros que não há uma razão lógica para se eliminar, por exemplo, o pit bull.

    A violência não está no animal, mas no homem! Os "bichos" somos nós!

    Linda a sua postagem! Vou indicar!

    Um grande beijo e obrigado pela lição de amizade...

    ResponderExcluir
  2. Fico feliz que tenha gostado da postagem, Carlos Roberto.
    Passei um bom tempo assistindo os vídeos de Christian, o leão - todos me emocianaram!
    Talvez, no lugar de assistirem o video, esses representantes do povo (pelo menos é o que querem que acreditemos)pudessem ser levados para a selva, sem armas e sem suprimentos. Certamente sairiam de lá mais humildes e menos egoístas. Se é que sobreviveriam...
    Meu afetuoso abraço,
    Yolanda

    ResponderExcluir
  3. mas bah
    adorei o Cristian é mesmo apaixonante
    simplismente lindo o reecontro
    temos mesmo muita o q aprender sobre a vida

    bjjim guria

    ResponderExcluir
  4. Estou contente com sua visita, Juci!
    Penso que a vida é um aprendizado contínuo...
    Transcrevo abaixo a frase de Artur Shopenhauer:

    'A compaixão pelos animais está intimamente ligada à bondade de caráter e pode ser seguramente afirmado, que quem é cruel com os animais, não pode ser um bom homem."

    Meu carinhoso abraço,
    Yolanda

    ResponderExcluir

Este blog foi criado em 2009, por causa das lindas apresentações recebidas de contatos conhecidos, que dedicam parte de seu tempo formatando textos com imagens e canções belíssimas.
Espero que você aprecie e deixe seu comentário.
Meu forte abraço,