La Barca


Em postagens anteriores, já publiquei algumas apresentações trazendo a letra da música, tais como: Everybody hurts, What a Wonderful World, Conquest of Paradise e One God, dentre outras.

Hoje, trago La Barca, uma das músicas mais tocadas de todos os tempos, e a que mais recebe direitos autorais no mundo.

Roberto Cantoral (07/06/1935–07/08/ 2010), cantor e compositor mexicano, também autor das melodias famosas "El Reloj" e "El Preso Número Nueve", gravadas em mais de mil versões e idiomas. Estreou na vida artística na década de 1950 com o seu irmão Antonio Cantoral, na dupla conhecida por “Hermanos Cantoral”, porém, só despontou para o sucesso quando fez parte do trio, “Los Tres Caballeros”, sendo conhecido não só em seu país, como em toda a América, Europa e Japão. Em 1960 iniciou a carreira solo.

Interpretaram suas composições o tenor espanhol Plácido Domingo e cantores como os mexicanos Luis Miguel e Emanuel, as americanas Joan Baez e Linda Ronstadt, a francesa Dalida, entre mais de 50 artistas.

La Barca é uma bela canção de amor. Um extraordinário bolero para os saudosistas e dançarinos de salão...

Melhor visualização na tela cheia (full screen)
Formatação: Amélia Soares
Fundo Musical: La Barca, interpretado por Luis Miguel
Fonte: Wikipédia

10 comentários:

  1. Lindo demais. Eu, como apaixonado por boleros e boas letras de música, amei! Um abraço,
    Carlos Costa

    ResponderExcluir
  2. Agradeço o prestígio da visita, Carlos.
    Fico feliz que tenha gostado desta publicação. A boa música se eterniza...
    Meu forte abraço,
    Yolanda

    ResponderExcluir
  3. enquanto houver quem aprecie uma boa música ,com certeza o mundo tem jeito!E, neste gostar , a sensibilidade e desprendimento de ir ao coração dos amantes do harmonioso , tu o fizeste e, com isto a diferença para bem terminar e bonito iniciar nova semana,
    Com carinho, lilian bauer

    ResponderExcluir
  4. Agradeço o carinho da visita, Lilian e as belas palavras.
    Através da música, tanto sorrimos, como nos emocionamos... Eu sou capaz de ouvir o mesmo CD e não me cansar de fazê-lo. Novas composições que falem ao coração são raras hoje em dia... Por isso, prefiro retirar do meu baú as velhas canções para dançar e cantar...
    Um forte abraço,
    Yolanda

    ResponderExcluir
  5. Passei pra dar ôi e desejar uma semana abençoada pra você! Bjnho!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Olá, Elaine. Que bonito trabalho de pesquisa! Além do PONTO DO POWER POINT, tenho o Anotações de Yolanda (http://yhollaender.multiply.com/), onde publico, quase que diariamente, um lembrete para a data comemorativa e sempre indico um link de redirecionamento. Passarei a indicar seu blogue, que é rico em informações. Parabéns pela linda contribuição!
    Meu carinho,
    Yolanda

    ResponderExcluir
  7. FQUEI SUPER ENCANTA COM ESTA LINDA MUSICA .POIS ME TRAZEM BELAS RECORDAÇOES. AINDA EXISTE MUITA COISA LINDA PARA SER VIVIDA. E ISTO E UMA DELAS, OBRIGADO POR COMPARTILHAR COMIGO COISAS TAO BELAS...DEUS VOS ABENÇOE SEMPRE...

    ResponderExcluir
  8. Agradeço o prestígio e as gentis palavas, Caldas.
    A música é mágica, mesmo! Nos transportam a lugares que nos marcaram e fizeram a diferença em nossas vidas...
    Meu carinhoso abraço,
    Yolanda

    ResponderExcluir
  9. :-) :-)

    BELÍSSIMO!!

    Como diz Eugénio de Andrade

    "Música, levai-me:

    Onde estão as barcas?
    Onde são as ilhas?"

    Abraço amigo

    Ana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que alegria ter sua visita neste espaço, amiga Ana Maria!
      Bonita a frase de Eugénio de Andrade.
      Obrigada pelo prestígio.
      Meu carinho,
      Yolanda

      Excluir