Pequenos anjos


Inspirada na publicação “Chamando Sissi, a nobre”, da amiga Sissy, proprietária do Blogzoom, onde ela relata graciosamente momentos mágicos de sua infância, fui buscar duas fotos bem significativas para mim, que marcaram uma fase linda de minha vida.





Posso afirmar que minha infância foi feliz e tive o privilégio de ser criada por pais maravilhosos, que sempre me ensinaram bons princípios, e me deram amor e carinho. As coisas que aprendi foram lições de vida que eu precisava para ser uma pessoa boa e produtiva quando eu crescesse. Devo a eles o que sou hoje!





Meu saudoso pai costumava chamar-me de Mistinguett, talvez pelo fato de que eu gostava de cantarolar, acompanhada de um violão, e também porque eu era bastante irrequieta e sorridente... 





A apresentação a seguir é uma singela homenagem às crianças, pequenos anjos que nos presenteiam com seu olhar inocente e rostinho risonho, e que merecem toda nossa proteção e cuidado...

Melhor visualização na tela cheia (full screen)
Formatação original: Mike Sharobim (com tradução livre por Yolanda) 
Fundo musical: Smoke gets in your eyes

5 comentários:

  1. Yolanda, estou muito sensível hoje à noite. Talvez porque eu fiz duas coisas que mexem muito com minha alma, dedicação, amor ao proximo, então fico sensibilizada, embora plenamente feliz.

    Eu fiquei feliz por lhe inspirar, por fazer voce tambem viajar no tempo, tempo bom... saudoso... ahhh... fui naquele post tão bonito, deixei comentario, mas não o encontrei no dihitt. Queria deixar lá tambem.

    E depois, fui ver o significado de Mistinguett, otimo, nunca havia ouvido nem lido, aprendi mais agora.

    Que fofa voce. Um dia fomos fofinhas tambem, assim como nos sentimos encantadas ao observar nossas crianças.

    As vezes vejo gente chamar pejorativamente um idoso "sai pra lá seu velho"... ai.... que horror, um dia todo mundo foi um bebe fofinho e encantador, e a lei natural da vida diz que ficaremos velhos... muito velhos... surdos, lentos, lerdos, cheios de rugas e de falhas e memorias.

    A minha mãe sempre que via minha filha dizia: - É um anjinho de Deus.

    As crianças são.

    BEIJOS

    ResponderExcluir
  2. Obs.: compartilhei no Twitter e Facebook.

    ResponderExcluir
  3. Ah... Sissy, achei aquela tua postagem ótima e imediatamente me lembrei das fotos de minha infância. Daí associei a apresentação, a data e o tema...
    Falar da gente e reviver as várias épocas de ouro na vida da gente é muito bom e nos faz concluir que somos privilegiados por passarmos momentos tão mágicos.
    Para mim, a idade está na mente e não no aspecto físico. Existem jovens velhos e muitos velhos jovens...
    Obrigada pleo prestígio e divulgação.
    Meu carinho,
    Yolanda

    ResponderExcluir
  4. amei!!
    Volta no meu bloguinho que eu acho que já está curado.
    bjs
    Ale

    ResponderExcluir
  5. Oi, Alê! Fico feliz pela tua agradável presença.
    Que bom que gostou da publicação.
    Logo irei visitar o teu gracioso espaço.
    Meu forte abraço,
    Yolanda

    ResponderExcluir