O poder das estrelas

“Esta apresentação vai bem direto ao ponto da coisa... Uma lição de objetividade!”
É com esse título que recebi o PPS da amiga Malu, proprietária do ótimo Infinito Particular e que fiz questão de publicar aqui.


São oito bandeiras que retratam alguns temas bastante atuais, como a divisão de opiniões sobre a guerra do Iraque nos EUA, a violência contra a mulher na África, a desigualdade social no Brasil, o tráfico de drogas na Colômbia, o HIV e a malária em Angola etc.

Na abertura, aparece um texto explicando que um suposto diplomata norueguês Charung Gollar apresentou esses gráficos na ONU, mostrando os principais problemas que preocupam o mundo e que isto lhe rendeu uma indicação para o prêmio Nobel em Marketing Político.

Como de hábito, sempre pesquiso a fonte antes de fazer meu comentário. Por isso, encontrei uma nota no Brazilian Arts.net do redator Ícaro Doria, da Agência FBC Portugal, esclarecendo que este trabalho foi realizado por sua equipe de profissionais para a Revista Grande Reportagem, com o título Campanha Bandeiras.

Desde então, com este e-mail sendo divulgado na internet, conseguiu-se a proeza de, gratuitamente, desenvolver uma massiva campanha publicitária. Que criatividade de quem divulgou!

Ainda, em minhas pesquisas, encontrei um lindo poema de Luirmil, intitulado O Poder das Estrelas – 6 parágrafos.

Melhor visualização na tela inteira (full screen)

8 comentários:

  1. poxa, é muito bacana essa campanha, que gera consciência e reflexão. quem sabe teremos um mundo mais justo, né, Yolanda?

    muito bom dia!

    ResponderExcluir
  2. Amigo Alexandre, que alegria imensa receber sua visita!
    A campanha foi uma boa estratégia de Marketing da revista portuguesa, e um recado aos dirigentes dos países que têm o poder de mudar o mundo...
    Tomara que façam alguma coisa para valer!
    Meu forte abraço,
    Yolanda

    ResponderExcluir
  3. Obrigada pela visita querida,
    quando as cisas não vão tão bem, e se precisa de olhos de atenção, quanto aos teus, lendo-me, se importando e comentando, ressuscita-me de um lugar que somente vocês, leitores poderiam fazê-lo... É assim que vivo, querida amiga Yolanda.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  4. Sempre meu carinho pra você, minha amiga!!!
    Grata pela sua visita.

    ResponderExcluir
  5. Yolanda!
    Encontrei o seu blog e não mais o vou perder! Adoro coisas escritas como estas! muito bom.

    Um beijo grande e bom fim de semana.
    PS. Te espero lá nos meus blogues.

    ResponderExcluir
  6. Muito bom Yolanda, agradeço também a colega do Infinito particular(Malu) que compartilhou isso com você.
    Retrata de maneira clara as desigualdades sociais, justamente pelo símbolo maior de um país, que é justamente a bandeira.
    Infelizmente, ela também é usada pelos políticos demagogos e desonestos, que com seus atos, conseguem prestar um desserviço a comunidade que deveriam servir, fazendo dela ainda, (no palanque) um amuleto, uma bengala para eleger-se.
    Grande Abraço a ambas!

    ResponderExcluir
  7. Meus agradecimentos a Drisph, Malu e José Sousa pelos carinhosos comentários! A visita de vocês é uma alegria para mim.
    Meu forte abraço,
    Yolanda

    ResponderExcluir
  8. Amigo Paulo, Cidadão Araçatuba, aprendi a olhar para a nossa bandeira de forma diferente, desde que o saudoso Ayrton Senna a usava no final de suas corridas vitoriosas. Até hoje, a lição que ele nos deixou de patriotismo é algo que me emociona...
    Como você disse bem, é lamentável que esses políticos que aí estão hasteiem nossa bandeira em benefício próprio...
    Meu afetuoso abraço,
    Yolanda

    ResponderExcluir