O melhor de mim


Curiosa, determinada, competente, dinâmica, leal. Um zás, quando preciso for... Qualidades que sempre me acompanharam.

Para escrever sobre o melhor de mim, tenho que voltar à meninice: Fui e continuo sendo uma filha atenciosa. Na escola: boa aluna, sempre tirando notas altas. Responsável e cumpridora dos deveres – meu primeiro emprego foi como atendente numa loja de brinquedos, com 15 anos – uma experiência marcante... Adolescente equilibrada, certinha – namorei pouco e casei jovem.



Filhos: tenho três (lindos, minha razão, orgulho e paixão) – deixei projetos de carreira para me dedicar à maternidade, e assim o fiz com ternura. Em certa época de minha estrada, deparei-me com o velho jargão de que a vida começa aos 40... Pois, comecei literalmente... “A Mãe Amorosa abriu a porta da gaiola e disse para a ave do espírito: É chegada tua hora, voa..." – foi assim que enfrentei a realidade de voltar a trabalhar para o sustento de meus filhos.



Forte, batalhadora, guerreira... Qualidades que estavam adormecidas e passei a persegui-las para vencer a dor, os obstáculos, o preconceito e retomar minha vida profissional. Venci!



Uma nova oportunidade de ser feliz e deixei-me guiar pelo coração... Assim, refiz minha vida e mudei-me de cidade. Agora estou serena e em paz...



Depois de ter atuado como professora e secretária executiva, minha atividade atual pode ser descrita parafraseando uma definição de um texto que li, e procuro autoria:

"Sou doutora em relações humanas. Desenvolvo um programa dentro e fora de casa. Sou responsável por uma equipe e já recebi vários projetos. Trabalho em regime de dedicação exclusiva. O grau de exigência é de 14 horas por dia, às vezes até 24 horas."

Em suma, sou especializada em Gestão Domiciliar, incluindo todas as áreas pertinentes à higiene, nutrição, manutenção, conservação e bem-estar de um núcleo familiar.
 

Minhas habilidades: jardinagem, violão popular, encantadora e guardiã de três cães, culinária, fluência verbal e escrita, rapidez na digitação, capacidade de adaptação em situações inusitadas, facilidade para assimilar novas tecnologias (ou quase).

Dons naturais: bem-humorada, prestativa, simples, destemida, sincera, discreta, amorosa, solidária, sensata, carinhosa, objetiva, sensível, elegante... Meu dom maior é ser Mulher e estar Viva!
 
Quando me deito, agradeço a Deus pelo dia ter sido bom e oro para que eu possa ter uma noite de sono tranquila. Ao acordar, dou graças por começar mais um novo dia. Levanto, vou até o espelho e digo: “Eu me amo!”. Narcisismo? Não. Acredito que devo me amar primeiro para poder dar amor... Só isso!
 

Quem me conhece pessoalmente, acredito que concorde com o que relacionei aqui. Os que me conhecem virtualmente talvez concordem em alguns pontos. Os que me lêem pela primeira vez dirão que exagerei... Mas, afinal, a proposta não era dissertar sobre o melhor de mim?

Imagens: Obras de Julien Dupré (1851 – 1910)

Verte Campagne, por Les Compagnons de la Chanson, cenários campestres por Julien Dupré (1851-1919)
http://youtu.be/v-MIBZFnXII

Nota: Estou participando da Blogagem Coletiva proposta por Elaine Gasparetto, em comemoração aos dois anos do blog Um pouco de mim.

18 comentários:

  1. Que gostoso ler essa postagem, Yolanda.
    Gostei do seu parecer, de vc lembrar com carinho de tudo o que fez e faz de bom, do que é melhor em vc. E vc é uma pessoa de muitas qualidades, pelo que senti.
    excelente!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Yolanda!

    Amei o seu texto, está perfeito. você escreve muito bem, viu?
    Tem muitas qualidades, valiosas, lindas, e uma garra tremenda. Gosto de pessoas assim, que se amam e que enfrentam a vida com alegria e determinação.

    Um grande abraço
    Socorro Melo

    ResponderExcluir
  3. Que delicia ler seu texto, essa coletiva esta me dando a oportunidade de conhecer novos espaços e novas pessoas.

    Fica aqui o convite para conhecer o meu espaço, será um prazer te receber.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  4. Olá, querida Yolanda
    Tenha, em primeiro lugar, um excelente dia de festa, com Elaine!
    Curta tudinho e sinta-se feliz e abençoada como FILHA MUITO AMADA DE DEUS QUE SOMOS...
    Me sinto assim também: amada, perdoada, chamada e enviada...
    Um super bj e um carinhoso abraço festivo de paz.
    Quanta ternura nas fotos postadas!!!

    ResponderExcluir
  5. Yolanda,
    Que lição de superação!
    Muito bom mesmo!
    Obrigada por participar abrindo o coração.
    Beijossssss

    ResponderExcluir
  6. Olá Yolanda querida!
    O melhor de você é o melhor e mais belo das inspirações humanas! Quem dera muitos se espelhassem nessa grande força e exemplo que você tão belamente nos mostra!
    Muito orgulho em poder ler!
    Grande beijo,
    Jackie

    ResponderExcluir
  7. Texto lindo, cheio de sensibilidade...
    Adorei as imagens =)
    Bjks
    Alê

    ResponderExcluir
  8. Yolanda, que lindo seu texto. As imagens cairam perfeitamente. Fiquei fã também do blog e estou seguindo e linkando. Sou uma entusiasta das blogagens coletivas porque possibilitam encontrar coisas maravilhosas como esta.

    Abraço

    ResponderExcluir
  9. Exemplo de superação!!
    Adorei o texto e conhecer vc um pouquinho!
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Sim, minha querida e excelente escritora Yolanda!!!...Seu texto está mesmo exprimindo quem você tem se reconhecido, e, ao que representa trata-se de uma pessoa belíssima, e exemplar!!!...Considere minhas considerações pelo seu post publicado, e ainda bem ilustrado, exibindo no óptimo "Ponto do Power Point.blogspot.com", as belas pinturas do artista norte-americano Daniel Ridgway Knight ( http://bit.ly/dpKQNk )

    Considere conhecer a maravilhosa história, e, o extraordinário trabalho em "A 3ª Arte!" no blog RSD, de Imán Maleki: http://bit.ly/a9CNwZ (copie e cole em seu navegador)

    Até logo

    ResponderExcluir
  11. YOLANDA..
    que texto lindo, me emocionei pois eu entendo esse começar aos 40, já que a maturidade e experiencia nos deixa mais aptas a viver a intensidade que a vida nos reserva.
    bonito mesmo.
    parabéns por se abrir dessa maneira tão simples e direta.
    bjuivos no seu coração.
    loba.

    ResponderExcluir
  12. Estive fora cuidando de minha mãe e só retornei hoje. Que surpresa agradável os comentários deixados nesta minha postagem!
    Agradeço o carinho das palavras de todos vocês.
    Meu afetuoso abraço,
    Yolanda

    ResponderExcluir
  13. Que Post fantástico, fantástico e fantástico!
    Amiga Yolanda:
    Uma biografia impecável de deixar muitos, um pouco tontos, em face de tantas atividades desenvolvida com sacrifícios, honradez e muita vontade de vencer e viver!
    Sempre a frente grande guerreira que não mediu esforços para ultrapassar as vicissitudes... Uma hiper MÃE!
    Contagiou. Mexeu. Valeu.
    Parabéns por mais um magnífico Post!
    Abraços,
    LISON.

    ResponderExcluir
  14. Meu amável amigo Lison, sua gentileza me encanta!
    Às vezes olho para trás e me pergunto como foi que consegui vencer as tantas barreiras desta minha estrada e me orgulho de tê-las superado com determinação e coragem.
    Estarei retomando minhas atividades e visitando seu blog com suas maravilhosas estórias!
    Um grande abraço,
    Yolanda

    ResponderExcluir
  15. E aí? Conseguiu vender alguma coisa na loja de brinquedos?

    ResponderExcluir
  16. Ah... Ari, meu filho, lembro que fiz direitinho o trabalho: espanava os brinquedos das prateleiras; fazia a reposição de brinquedos; anotava a ordem de venda e orientava os consumidores nas sessões procuradas...
    São lembranças bem vivas na minha memória!
    Beijos
    Tua mãe

    ResponderExcluir
  17. olá yolanda,amei te conhecer melhor,esta tua garra é exemplo prá muitos,...adorei as fotos,eu tambem morei em fazenda antes de ficar viúva...bjosss

    ResponderExcluir
  18. Você, que não sei o nome, agradeço a presença neste meu espaço. Fico feliz que tenha gostado de conhecer um pouco de mim (o melhor...).
    A vida no campo é extraordinária, realmente!
    Meu abraço,
    Yolanda

    ResponderExcluir