O baile da vida

Melhor visualização na tela inteira (full screen)

Formatação: Ro Slides
Fundo musical: La Mer, Orquestra de Ray Conniff

Uma graciosa apresentação, que traz um dos mais belos arranjos musicais de Ray Coniff, seguido de um ótimo texto: “Os anos continuam a desfilar na passarela do aprendizado e nós, protagonistas da vida, enfrentamos os momentos que nos fazem infelizes e nos deliciamos com os felizes.”

Uma breve biografia de Ray Conniff: Filho de pai trombonista e mãe pianista, foi natural que ele seguisse o caminho da carreira musical. Formou o seu primeiro grupo artístico, ainda adolescente. Anos mais tarde, aperfeiçoou-se de forma profunda na carreira, ao se tornar discípulo da Juilliard School. Depois de atuar e formar uma sólida base musical como trombonista e arranjador nas Big Bands, Ray passou a escrever arranjos para Johnny Mathis, Guy Mitchell, Johnnie Ray, mas devido a seu talento, teve a oportunidade de formar sua própria orquestra em 1955, a convite de Mitch Miller, da CBS.

Seu estilo de associar vozes masculinas a trombones, trompas e saxofones baixos, e vozes femininas a pistons, clarinetes e saxofones altos, dava-lhe uma característica inusitada e só sua.

Ray Conniff fez um grande sucesso até o início da década de 1960, período em que seu som era ouvido em bailes de clubes, nas rádios e nas festinhas caseiras.

Fez sua primeira visita ao Brasil, como convidado, ao lado de Henry Mancini, para o Festival Internacional da Canção, onde então teve oportunidade de imprimir seu estilo a uma orquestra constituída de músicos e coral inteiramente brasileiros. Tal era o seu sucesso até sua última jornada por essas terras, no ano 2001, na qual ainda revelava muita alegria e disposição e era ovacionado por enorme platéia onde quer que fosse. Sua última canção gravada foi "Nossa Senhora" de Roberto Carlos. (Wikipédia)

Um comentário:

  1. Adorável Ray Conniff. Na minha adolescência e juventude (anos dourados!!!) dancei muito em horas dançantes e bailes suas famosas canções.
    Saudades mil quando as dançava com um maravilhoso namorado...

    ResponderExcluir