Monet e Shakespeare

Melhor visualização na tela inteira (full screen)
Rolagem manual dos slides

Reformatação: Meirelles (procurando formatação original)
Fundo musical: Músicas inesquecíveis, Richard Clayderman

Nesta apresentação, veja algumas paisagens de Oscar-Claude Monet (1840 - 1926), pintor francês - o mais célebre entre os pintores impressionistas, acompanhadas de fragmentos do poema “Eu aprendi”, de William Shakespeare (1564 - 1616), dramaturgo e poeta inglês.

Em 1872, Monet pintou “Impressão, nascer do sol” (Impression: Soleil Levant, atualmente no Museu Marmottan de Paris), uma paisagem do Havre, exibida na primeira exposição impressionista de 1874. O quadro deu origem ao nome usado para definir o movimento impressionista.

Shakespeare foi respeitado em sua própria época, mas sua reputação só viria a atingir o nível em que se encontra hoje, no século XIX. No século XX, sua obra foi adotada e redescoberta repetidamente por novos movimentos, tanto na academia quanto no desempenho. Suas peças permanecem extremamente populares, e são estudadas, encenadas e reinterpretadas constantemente, em diversos contextos culturais e políticos, por todo o mundo. São suas obras: Sonho de uma Noite de Verão, A Comédia dos Erros, A Megera Domada, Romeu e Julieta, Macbeth, Rei Lear, Hamlet, dentre outras.

0 comentários. Para comentar clique aqui.:

Postar um comentário