Mulher

Melhor visualização na tela inteira (full screen)

Formatação: Shirley Bruschi de Abreu
Música: Mulher, sexo frágil – Erasmo Carlos

Mais uma graciosa apresentação de Shirley Bruschi de Abreu, com ótimo texto. Minha singela homenagem ao Dia Internacional da Mulher.

Abaixo, um belo poema escrito provavelmente há 10 anos, mas que se amolda em qualquer tempo. Leiam e constatem a sutileza das palavras nos versos:

“MULHER Semente... SER-mente... SER que faz gente, SER que faz a gente. MULHER, SER guerreiro, guerrilheiro, lutador... Multimídia, multitarefa, multifaceta, multi-acaso, multi-coração...

MULHER, SER que dá conta, que vai além da conta, que multiplica, divide, soma e subtrai, sem perder a conta, sem se dar conta, de que esse século foi seu parto, na direção de seu espaço, de seu lugar de direito e de fato, de seu mundo que lhe foi usurpado e que agora é por ela ocupado.

MULHER... Esse SER florado, esse SER adorado, esse SER adornado, que nos põe em um tornado, nos deixa saciado e transtornado, que nos faz explodir e sentir extasiado. SER admirado...

MULHER... Nesse final de milênio, faça a transição. Tire de seu coração a semente que vai mudar toda a gente levando o mundo a ser mais gente... Um mundo mais feminino, mais rosado e sensibilizado, mais equilibrado e perfumado...

PARABÉNS MULHER !!! Não pelo oito de março, nem pelo beijo e pelo abraço, nem pelo cheiro e pelo amaço. Mas por ser o que és... Humus da humanidade, Raiz da sensibilidade, Tronco da multiplicidade, Folhas da serenidade, Flores da fertilidade, Frutos da eternidade... Essência da natureza humana.” (Procurando autoria)

Um comentário:

  1. Querida amiga, ficou maravilhoso!
    Que poema lindo!
    Parabéns pelo seu elegante Blog!
    bjs...Shi.

    ResponderExcluir