Rugas irretocáveis

Melhor visualização na tela inteira (full screen)

Formatação: Telmo Losquiavo
Música: Outra Vez, de Isolda, por Richard Clayderman

Um bom texto de S. Duboc, que aborda com graça a mulher na idade madura vendo-se diante do espelho, conscientizando-se de que os anos passam e as marcas que eles deixam não se têm como conter.

Cada marca no corpo tem sua história: das lágrimas aos sorrisos ficam as rugas no rosto e na alma, contudo ficam sorrisos em ambos.

0 comentários. Para comentar clique aqui.:

Postar um comentário